15 hábitos de auto-sabotagem e como evitá-los
Empreendedorismo

15 hábitos de auto-sabotagem e como evitá-los

As pessoas tendem a se sabotar de várias maneiras, incluindo dúvidas sobre si mesmas, incapacidade de aceitar erros e procrastinação consistente. Evitar hábitos de auto-sabotagem é uma parte essencial para se tornar uma pessoa saudável, mas nem sempre é fácil de fazer. Vários desses hábitos podem ser difíceis de serem identificados por si mesmas.

Identificar esses tipos de hábitos negativos, no entanto, precisa ser uma prioridade para os jovens empresários que estão apenas começando, pois isso pode salvá-los muito tempo e sofrimento em seu desenvolvimento profissional - e pessoal. Para saber mais, perguntamos aos membros do Conselho de Jovens Empreendedores quais hábitos de auto-sabotagem são particularmente comuns em líderes e a melhor forma de lidar com eles. Aqui está o que eles disseram para tomar cuidado:

1. Síndrome do Impostor

“Na verdade, não mereço nada do meu sucesso; Eu sou uma fraude. ” Este é um pensamento comum entre muitos líderes de sucesso que pode ter um efeito desastroso na maneira como funcionam. Para evitar que isso prejudique sua capacidade de liderar, lembre-se sempre das dificuldades que enfrentou e superou para chegar onde está hoje. Se você chegou até aqui, não é um impostor. Você só precisa de alguma perspectiva.

—Bryce Welker, The Big 4 Accounting Firms

2. Excesso de trabalho

A auto-sabotagem é inerentemente humana, porque se origina de preconceitos como dissonância cognitiva, que todos nós temos. Os líderes, em particular, muitas vezes caem no hábito de autossabotar o excesso de trabalho. Achamos que precisamos trabalhar constantemente porque somos empresários, esquecendo que o descanso e a recuperação são igualmente importantes. Isso pode ser evitado programando intervalos regulares em seu dia de trabalho.

—Frederik Bussler, bitgrit Inc.

3. Não admitir que você está errado

Parece que um grande problema agora é todo mundo tomar uma posição sobre as coisas e não querer admitir que nem sempre está certo. Em vez de simplesmente admitir que estão errados, eles fazem o oposto e redobram sua opinião original. Ninguém é perfeito e às vezes é normal errar. O verdadeiro autocrescimento vem das lições aprendidas e de como você avança nessas circunstâncias.

—Scott Kacmarski, Reps Direct

4. Procrastinação

É tão fácil se permitir perder tempo até o último minuto, dizendo a si mesmo que você ainda tem mais tempo. Infelizmente, esperar até que um projeto ou trabalho seja concluído deixa pouco ou nenhum tempo para corrigir erros e fazer um trabalho completo. Você pode quebrar o hábito da procrastinação simplesmente definindo prazos e minifrontos para você trabalhar em direção ao seu objetivo.

—Blair Thomas, eMerchantBroker

5. Externalizar a culpa

Externalizar a culpa pode ser um grande obstáculo ao crescimento pessoal. Muitas vezes ouço pessoas culpando os outros quando não têm sucesso em um trabalho, quando deixam sua saúde ir ou quando deixam de lado suas paixões pessoais. Possuí-lo não significa que você é o único responsável, mas é libertador e produtivo porque permite que você aceite sua parte nele e cresça.

—Ashley Merrill, Lunya

6 . Desculpas

Geralmente, há pelo menos uma variável que podemos culpar por um resultado inesperado. No entanto, colocar a culpa deve ser evitado porque é uma barreira para as soluções. Ao assumir a responsabilidade pelo fracasso, você se dá a oportunidade de identificar como o problema ocorreu e como evitar que ele volte a ocorrer. Caso contrário, você continuará encontrando desculpas para os problemas, em vez de resolvê-los.

—Matthew Podolsky, Consultores de Direito da Flórida, P.A.

7. Aplicação de emoção na tomada de decisões

Geralmente, a maneira mais rápida de tomar decisões inteligentes é usar dados para determinar o ROI de uma iniciativa a fim de justificar o avanço ou o repasse total da oportunidade. Muitos proprietários de empresas, no entanto, pensam muito emocionalmente e se limitam a ser capazes de perseguir campanhas ou parcerias promissoras que possam aumentar significativamente seus negócios.

—Firas Kittaneh, Zoma

8. Terceirizando seu pensamento

Vejo muitos empreendedores e pessoas ocupadas terceirizando seu pensamento para os chamados especialistas e confiando em suas conclusões prontamente, sem exercer algum pensamento crítico e pesquisa por conta própria. Sim, é importante terceirizar seu tempo para especialistas e funcionários treinados, mas é sempre prudente e sábio verificar suas conclusões para grandes decisões, pois há muito em jogo.

—Justin Faerman, Conscious Lifestyle Magazine

9. Não tendo visão para o futuro

Um hábito de auto-sabotagem que os líderes devem desconfiar é quando eles pensam apenas no aqui e agora. Um grande líder precisa ter uma visão para o futuro em mente. Claro, os líderes devem poder estar presentes. Mas o presente deve ser decidido com base na visão do futuro.

—Diego Orjuela, Cabos e sensores

10. Falta de confiança

Se você é um líder, provavelmente chegou lá realizando muito trabalho extra sozinho. É muito fácil cair na armadilha de "se eu quiser que seja feito da maneira certa, devo fazer sozinho". Essa mentalidade é uma ótima maneira de se exaurir e perder a criatividade. Não se esqueça de que há outras pessoas por aí com ótimas opiniões e ética de trabalho, então não perca seu senso de confiança nos outros.

—Andrew Saladino, Kitchen Cabinet Kings

11 Não ter uma rotina

Ter uma rotina diária pode ajudá-lo a se manter no caminho certo. Por exemplo, sem qualquer tipo de rotina diária, você pode ter que correr ao supermercado várias vezes por semana para pegar os itens que está perdendo, ou pode deixar uma tarefa importante para o final da semana e ter pressa para terminar. Em vez disso, crie uma rotina para você - para o trabalho e para tarefas pessoais.

- John Turner, SeedProd LLC

12. Falta de planejamento

"improvisar" funciona se você estiver saindo no fim de semana ou jogando. Você nunca deve improvisar se espera ter um negócio lucrativo. Certifique-se de planejar o que espera realizar, seus objetivos futuros e suas lutas ao longo do ano. Revise, cresça e melhore com base no que você aprendeu no trimestre anterior para reduzir as chances de se auto-sabotar.

—David Henzel, LTVPlus

13. Fazendo tarefas sem foco

Tenho dificuldade em me concentrar em uma coisa de cada vez, especialmente quando recebo e-mails, mensagens e sou interrompido por outras pessoas. Agora defino um evento de calendário para tudo em minha agenda para o dia, então não tenho escolha a não ser fazê-lo. Também desinstalo o Instagram ou o Facebook quando tenho uma tarefa importante a fazer e delegue mais tarefas agora também.

—Daisy Jing, Banish

14. Perda de interesse

Um comportamento comum de auto-sabotagem que observei é que os proprietários de empresas muitas vezes continuam pressionando muito depois de perderem o interesse em sua ideia. Quando isso acontece, você precisa dar um passo atrás e analisar a situação. Pergunte a si mesmo por que se sente assim e o que pode mudar seu processo de pensamento. Às vezes, há uma solução simples, outras vezes você precisa seguir em frente para algo que inspire paixão.

—Syed Balkhi, WPBeginner

15. Perfeccionismo

Você será lembrado por aquele e-mail que gastou 20 minutos escrevendo, ou teria sido igualmente bem-sucedido se você não o tivesse reescrito duas vezes e retirado um dicionário de sinônimos? Freqüentemente, é nosso instinto dar tudo de nós, mas reduzir o nível de esforço que colocamos em certas tarefas pode liberar tempo para investir em coisas mais importantes, onde essa atenção extra pode render mais retorno.

- Sam Saxton, Paragon Stairs

Foto de Nadine Shaabana / Unsplash.com